Juízo Final Blog

Sinais Satânicos Iluminattis: Kaká de que lado você está?

Posted in Anticristo, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 31/05/2010

Todos nós conhecemos o jogador Kaká como um servo do Senhor, onde professa sua fé publicamente. Últimamente Kaká tem se comportado de uma maneira estranha, através de comerciais que tem participado de seus patrocinadores. Será que por causa do dinheiro ele tem que sujeitar a vergonha e a humilhação?

Temos o comercial da Pepsi, onde ele e mais alguns jogadores participam, sendo ele o único a ser ridicularizado neste comercial, será que foi por acaso a queda que ele teve?

Em dois comerciais, o jogador Kaká e lançado ao chão, em um ele tropeça em um bode(representando o diado) onde todos que estavam ali presentes zombam dele. Neste comercial o Kaká representa o cristão, então vemos uma mensagem subliminar do que a elite dominante quer fazer com os cristãos do mundo.

Em outro comercial ele está jogando bola correndo quando cai e fica de joelhos em frente a um animal chamado Suricata(aquele animal do desenho do Timão e Pumba).

Mais uma vez vemos ele ser humilhado se prostando perante a um animal. Será que estas cenas são meras concidências? Será que o Kaká sabe o que está por trás destes comerciais e a mensagem que eles querem passar? Estaria ele se vendendo à elite, apoiando a agenda deles?

De que lado o kaká está?

Veja os vídeos dos comerciais da Pepsi onde ocorrem estas cenas:

No primeiro vídeo temos outros personagens estratégicamentes colocados no comercial com grande representatividade, como o jogador Didier Drogba, o nome Drogba significa dragão, temos também o jogador argentino Messi, que teria o significado de messias[1].

No comercial quem comanda toda a ação é o jogador Drogba(dragão), Kaká(cristão) sendo ridicularizado, e no final o jogador Messi(falso messias, o anticristo) ao lado do bode(diabo ou bafomet) rindo de tudo o que aconteceu e se comprimentam.

Seria a aparente vitória de satanás neste mundo, mas tudo permitido por Deus, os planos de Deus jamais se frustarão, onde no final satanás será derrotado pra sempre.

Nota: A foto é bem emblemática, Kaká(cristão), mostra a camisa do Messi(falso messias, o anticristo) para o Drogba(dragão, o diabo). Sendo claramente mostrado que o anticristo irá enganar muitos cristãos, fazendo-se assim cumprir a palavra de Deus, Apocalipse 13:13-14, mas não os verdadeiros cristãos compromissados.

Sinais Maçonicos Satânicos

Neste jogo do Real Madrid contra o Zaragoza dia 24/04/10, neste dia Kaká estava retornando de contusão depois de um longo tempo que ficou parado, precisamente 45 dias, e aos 30 minutos do segundo tempo fez o gol da vitória do Real Madrid.

Até aí tudo bem, nada de errado, mas a grande questão foi o sinal que ele fez ao comemorar o gol da vitória, com os dedos ele fez o sinal 666.

Muitos artistas que fazem parte do “cast” dos iluminattis como também grandes esportistas fazem também este sinal, muitos artistas famosos que estão estourando de sucesso  pelo mundo afora não inibição alguma ao fazerem estes sinais, como o 666, pirâmide e os chifres com os dedos.

Veja o vídeo:

Será que o jogador Kaká está sendo mais uma marionete dos ocultistas iluminattis? Será que ele tem consciência de que estão fazendo uso de sua imagem para propagar o ocultismo satanista?

Artistas iluminattis

São vários artistas, acho que praticamente todos estão envolvidos com o ocultismo iluminatti, onde muitos deles fizeram o pacto com o diabo para poder ter sucesso na carreira, se formos fazer uma pesquisa no youtube sobre o tema, existem vários vídeos onde os próprios artistas dizem.

O mais famoso artista foi o Michael Jackson, ele fez parte deste grupo, desde a sua infância, a foto ao lado comprova envolvimento, uma marionete deste grupo satanista, repararam no sinal que ele está fazendo na foto? Igual ao sinal que o Kaká fez.

Mas pouco antes de morrer, ele  estava tentando avisar o máximo de pessoas possiveis sobre essa sociedade secreta que controlam praticamente toda a indústria do entretenimento, mas antes de fazer isso, ele foi assassinado, ele disse dias antes para sua irmã que isto poderia acontecer.

Neste blog A Indútria Satânica Exposta você verá uma relação de artistas, sejam eles da música e do cinema que são marionetes e usam sinais e simbologias satânicas dos iluminattis.

Portanto, de que lado o jogador Kaká, sendo cristão, está no momento?

Referência: [1] Apocalipse Total

Crise Mundial: Espanha teme seguir Grécia e enfraquecer ainda mais o euro

Posted in Crise, Fim do Dólar, Fim do Euro, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 26/05/2010

Continua o temor nos mercados financeiros de que o euro despenque ainda mais. A cada plano de salvação numa capital europeia, surge o próximo da fila. Onda de fragilidade financeira assola a UE.

Depois do pacote de salvação da Grécia, no valor de 120 bilhões de euros, e das medidas de proteção do euro, no montante de 750 bilhões de euros, “a Europa tem que apertar os cintos o máximo possível”, declarou Olli Rehn, comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da União Europeia (UE), durante o Fórum Econômico de Bruxelas nesta terça-feira (25/05).

“A tendência que irá se impor em toda a Europa será a de redução de gastos e de duras reformas estruturais”, ressalta o comissário. Isso enquanto o euro cai ao nível mais baixo registrado nos últimos oito anos.

Pouco antes da intervenção estatal na CajaSur, instituição de poupança espanhola, temia-se que Madri pudesse seguir o caminho de Atenas. E que a onda não acabasse aí, porque, mesmo que a instituição em questão seja pequena, a intervenção deixa clara a debilidade do setor e alimenta a dúvida se mais bancos irão também necessitar de ajuda.

Plano de austeridade

A Espanha apresentou seu plano de austeridade, que prevê uma redução de gastos da ordem de 15 bilhões de euros para o período 2010-2011, com cortes nos vencimentos do setor público e o congelamento de aposentadorias. Enquanto isso, paira no ar se ao “caso grego” seguirá o “caso espanhol”.

“Os mercados financeiros estão muito inquietos porque não sabem se há outros países na Europa também extremamente endividados. Os mercados financeiros necessitam de uma visão a longo prazo, mas não a temos”, explica à DW-WORLD Dennis Snower, presidente do Instituto de Economia Mundial, sediado em Kiel.

Mesmo que o Fundo Monetário Internacional (FMI) tenha, em relatório recente apresentado em Madri, aplaudido as “medidas ambiciosas” para reduzir o déficit fiscal espanhol, o órgão adverte que essa redução tem que ser acompanhada de reformas estruturais, como, por exemplo, no mercado de trabalho.

Apesar de toda a crise, o déficit orçamentário da Espanha diminuiu nos primeiros meses de 2010. “O FMI quer, no momento, criar uma regra para a cota de endividamento”, afirma Snower, para quem o melhor seria, no entanto, que cada país implementasse uma comissão fiscal reguladora de endividamentos. “Com isso, os mercados financeiros ficariam mais tranquilos”, opina o economista.

Da recessão à depressão?

“Tenho medo. Se países como a Grécia, Espanha, Portugal e Irlanda se veem obrigados a tomar medidas drásticas para regular seus orçamentos, suas economias poderão passar de uma recessão a uma depressão. Isso poderá causar mais danos ainda ao euro”, diz Snower, no mesmo dia em que o Reino Unido usava a crise do euro, moeda não adotada pelo país, para legitimar os planos de austeridade anunciados pelo governo em Londres.

“O ponto vulnerável na Europa é que temos uma regra para o endividamento. A dívida pública pode subir até o marco do Pacto de Estabilidade, que é de 60% do PIB. O que não temos é um mecanismo que implemente essa estabilidade”, explica Snower.

Comissão reguladora

A criação de uma comissão encarregada de regular a dívida pública é, para o economista, uma instância que deveria ser criada em cada país e com urgência: “Algo parecido aconteceu nos anos 1980, quando tivemos uma inflação extremamente alta. Foram criados bancos centrais independentes, que tinham como objetivo combater a inflação”, lembra Snower.

E neste ínterim, unindo-se à “onda que assola toda a Europa”, como definiu o comissário Olli Rehn, a Itália também anunciou cortes orçamentários a fim de minimizar a especulação sobre os mercados vulneráveis da zona do euro.

“Se tivéssemos uma comissão de endividamento, que tivesse como objetivo manter a cota da dívida pública onde ela deveria ficar, o problema estaria resolvido. Esta é a solução: essa comissão tem de ser implementada”, sugere Snower com persistência.

Autora: Mirra Banchón (sv)

Revisão: Roselaine Wandscheer

Fonte:  DW-WORLD.DE

Crise Mundial: Crescem os temores de que os bancos globalizem a crise do euro

Posted in Crise, Fim do Dólar, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 26/05/2010

France Presse

Publicação: 25/05/2010 16:20

Depois de meses de crescimento débil, aumentam os temores de que a recuperação da economia mundial fracasse por causa de uma crise da dívida originada em um rincão da Europa.

No começo, os investidores expressaram preocupação moderada com os acontecimentos de Atenas. A notícia de que a Grécia havia maquiado o alcance de seu déficit resultou num aumento do custo de sua dívida e alguns gestos de assombro na sede da União Europeia, em Bruxelas. Mas, com a queda das bolsas nas últimas semanas e com o euro em picada em relação ao dólar, a preocupação começa a se transformar em pânico apenas disfarçado.

Respeitados comentaristas começam a multiplicar alertas na internet sobre um obscuro problema da dívida que ameaçaria resultar numa outra Grande Depressão.

Se o plano de quase 1 trilhão de dólares não conseguir acalmar o mercado, “o crescimento do PIB dos Estados Unidos poderia ver-se reduzido entre 0,5 a 1% nos próximos dois anos”, advertiram analistas do Deutsche Bank a seus clientes. “Se o programa de resgate fracassar completamente, estaríamos ante uma perspectiva potencialmente mais negativa, com possibilidade certa de uma recessão em formato de W”, de fundo duplo.

Risco bancário

As características da crise atual são similares à última, que aponta para o sistema financeiro, e para os bancos em particular.

Daniel Tarullo, membro do conselho de governadores do Federal Reserve americano, evocou recentemente a eventual repetição da crise de 2008 que esteve a ponto de fazer entrar em colapso o setor financeiro americano, insistindo em que não deve ser descartada. “Um caminho pelo qual a tormenta financeira na Europa pode afetar a economia dos Estados Unidos é debilitando a qualidade de seus ativos e a capitalização das instituições financeiras americanas”, disse Tarullo no Congresso semana passada.

Os bancos sofrem abalos que “os fazem recordar situações vividas durante a recente crise financeira global”, disse Tarullo. Então – ante as dúvidas sobre a situação dos balancetes dos concorrentes – começaram a fechar suas linhas de crédito.

Teme-se que os bancos deixem novamente de confiar, segundo Uri Dadush, ex-diretor de comércio internacional do Banco Mundial e agora pesquisador do centro Carnegie Endowment. “Embora a exposição dos bancos americanos seja relativamente limitada (…) o sistema bancaáio en Europa y Estados Unidos estão muito ligados e os bancos europeus estão muito expostos”, advertiu.

Estima-se que os 10 maiores bancos americanos detenham 60 bilhões de dólares em dívida dos países europeus “periféricos”, ou cerca de um décimo de seu capital principal.

Suas contrapartes bancárias da outra margem do Atlântico, particularmente na França e na Alemanha, têm exposição muito mais significativa.

A brecha entre os custos dos empréstimos interbancários na Europa e nos Estados Unidos se aprofundou nos últimos meses, o que os analistas interpretam como sinal de crescente desconfiança. “Maiores preocupações com a recuperação (dos empréstimos) e um risco de crédito da contraparte potencialmente elevado poderiam ser as principais causas” disso, segundo Geoffrey Yu do banco suíço UBS. “De qualquer forma, as preocupações dos investidores se estenderam além da zona do euro”, acrescentou.

O comércio também poderia ver-se afetado.

Ante os maus momentos do euro, as exportações americanas e asiáticas ficam mais caras para os europeus.

Cerca de um quarto das exportações manufatureiras americanas vão para a Europa. O setor emprega 11,6 milhões de pessoas.

Ironicamente, a queda na cotação da moeda única europeia, torna o velho continente mais competitivo, impulsiona suas exportações e abre uma porta de saída para a crise. “A desvalorização do euro pode ajudar” de uma certa forma, disse Dadush, “uma desvalorização de 20% do euro é importante, mas deve-se levar em conta que os benefícios da desvalorização serão distribuídos de maneira desigual”.

Mais além disso, uma crise que começou com manobras contábeis, agora se revela muito mais séria.

Fonte: Correio Braziliense

Manifestação do Anticristo: O cerco está se fechando!

Posted in Anticristo, Crise, Fim do Dólar, Fim do Euro, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 23/05/2010

 

Quem já ouviu falar neste homem, Herman Van Rompuy? Ele foi eleito o primeiro presidente da União Européia do dia 19 de Novembro de 2009, dia internacional do homem.

O primeiro-ministro vem de um país pequeno da UE, que além disso participou da fundação do bloco e faz parte da zona do euro. Ele pertencente ao bloco conservador, que reivindicava a ocupação deste importante cargo. Tem larga experiência política e, sobretudo, não incomoda ninguém.

Pois um um líder com notoriedade no cenário político europeu era algo que os chefes de Estado e de governo da União Europeia não queriam. Para a posição de principal mediador e organizador no Conselho Europeu, Herman van Rompuy cai como uma luva para os eles.

O Herman Van Rompuy faz parte do Grupo Bilderberg, o seu mandato começou no dia 01 de Janeiro de 2010.

“O presidente e o alto representante diplomáticos vão assumir para mandatos de dois anos e meio, com direito a uma reeleição, conforme prevê o tratado. Até agora, a presidência rotativa do bloco tinha prazo de apenas seis meses.”[1]

Nota: A grande questão aqui, não é a eleição deste homem, mas sim a eleição de um presidente para a União Européia e a duração deste mandato que será de 2 anos e meio e consequentemente uma nova eleição para 2012.

Você sabia que na Europa existem 10 Monarquias?

A União Européia tem 27 países, mas apenas 10 monarquias e essas monarquias estão unidas no Grupo Bilderberg (a elite global) com muita afinidade com os illuminatis, maçons, comissão trilateral e etc., que trabalham abertamente para estabelecerem um governo mundial.

Reino da Bélgica
http://www.monarchie.be

Reino da Dinamarca
http://kongehuset.dk

Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte
http://www.royal.gov.uk/output/Page1.html

Principado de Liechtenstein
http://www.fuerstenhaus.li

Grão-Ducado do Luxemburgo
http://www.monarchie.lu

Principado de Mónaco
http://www.palais.mc

Família Real Holandesa
http://www.koninklijkhuis.nl

Reino da Noruega
http://www.kongehuset.no

Reino de Espanha
http://www.casareal.es

Reino da Suécia
www.royalcourt.se

Dentre estas Monarquias somente o principado de Liechtenstein e Mônaco não fazem parte hoje da União Européia diretamente.

Desde 1608, Liechtenstein tornou-se independente, quando fazia parte do Sacro Império Romano Germânico.

O principado de Mônaco também fez parte do Império Romano, em 1860, o Tratado de Viena devolveu a soberania total monegasca, que foi ratificada em 1861 pelo Tratado Franco-Monegasco.

Em 1918 um tratado serviu para delimitar a proteção da França sobre Mônaco. O tratado estabeleceu que a política monegasca estaria alinhada à da França, da mesma forma que os interesses militares e econômicos, bem como que, se caso a família Grimaldi não continue a sua linhagem, o principado será absorvido pela França.

O sonho da estátua de Nabucodonosor

No sonho de Nabucodonosor os pés da estátua representa a Europa, que é uma divisão do antigo  Império Romano. Um hipótese existente que poderia desvendar este símbolo, que são os pés da estátua, seria uma analogia dos 10 dedos ou 10 chifres em relação a divisão do mundo em  10 grupos econômicos , como muitos afirmam, mas como lemos acima, esta analogia pode ser feita em relação as 10 monarquias  européias resultantes do antigo império e segundo as profecias de Daniel, no capítulo 7, diz que um chifre pequeno(anticristo) sairia deste império.

Em Daniel 7:7  fala do quarto animal(quarto império), um animal de 10 chifres, isto quer dizer que do Império Romano sairia 10 chifres, que pode ser as 10 monarquias, e de uma delas subirá um chifre pequeno, o anticristo.

Então podemos considerar que o anticristo sairá de uma destas monarquias da europa, e hoje quem é que pode ser o executivo de influência para determinar algo no mundo não sendo presidente da União Européia, para cumprir a profecia?

Em Daniel 9:26 diz que o príncipe(anticristo) sairia do povo que destruiria Jerusalém em 70 dC, e o povo que destruiu Jerusalém foi o Império Romano.

Por que o mandato do presidente da União Européia acaba justamente em 30 de Junho de 2012?

Quem poderá assumir o cargo de presidente na eleição para 2012?

Pode ser o Príncipe William, pois ele estará apto para assumir o cargo de presidente da união européia, já que está tendo treinamentos intensivos para ser rei, e no plano espiritural, estará com 30 anos podendo assumir um cargo como excecutivo mundial sendo aceito pelos judeus.

A Inglaterra faz parte da União Européia e a também fez parte do Império Romano e hoje é uma monarquia.

Suposto anticristo

O príncipe William completará 30 anos, em 21 de junho de 2012. Por que essa idade específica é importante? Trinta anos é idade mínima para um homem judeu se tornar um rabino. Portanto, para o príncipe William conseguir convencer os sacerdotes judeus ortodoxos e o povo judeu que ele é seu longamente aguardado Messias, precisará ter pelo menos trinta anos de idade.

Não somente o príncipe William nasceu em 21 de junho de 1982, mas ele se tornou o membro número 1.000 da Ordem da Jarreteira, em 16 de junho de 2008! Não é interessante que o homem que acreditamos será o futuro Anticristo é precisamente o milésimo membro da Jarreteira? O príncipe William tinha de se tornar um membro da Ordem da Jarreteira se um dia for se tornar o Cristo Maçônico, também conhecido como Anticristo. A família dele possui a linhagem, a genealogia e o simbolismo corretos para o Anticristo vir de suas fileiras. [2]

“O príncipe William passará por um estágio sobre como ser rei… A rainha e o príncipe Charles definiram um programa de treinamento secreto e intensivo de dois anos, que será iniciado quando ele concluir a vida militar no ano novo. Um assessor sênior da família real confirmou na noite passada: ‘Pode-se dizer que ele será a primeira pessoa a passar por um estágio sobre como ser rei…”

Agora faz as contas, em 30 de Junho de 2012 fará 2 anos e meio de mandato, quem em 21 de Junho de 2012 completará 30 anos? O próximo mandato do presidente da União Européia terá início em 01 de Julho de 2012.

Nota: Entenda o porquê do Princípe William possa vir ser o suposto anticristo neste artigo: Manifestação do Anticristo, será?

Qual o evento que teremos em 2012?

Os Jogos Olímpicos de Verão de 2012, oficialmente conhecidos como Jogos da XXX Olimpíada(na cabala a letra X equivale ao número 6), serão realizados na cidade de Londres, de 27 de Julho a 12 de Agosto de 2012.

Justamente um evento de âmbito mundial e estratégicamente realizado em Londres como uma boas vindas do executivo mundial para o mundo.

Os mascotes

Eles são duas gotas de aço e foram inspirados em uma viga do Estádio Olímpico.

O Wenlock, de laranja, representa os Jogos Olímplicos e  Mandeville, de azul, representa os Jogos paraolímpicos. Segundo o presidente do Comitê Organizador das Olimpíadas, Sebastian Coe, a intencção é fazer com que Wenlock e Mandeville atraiam o público jovem para o esporte.

O olho gigante que caracteriza os macotes representa a lente de uma câmera, para que les possam gravar o que ‘assistem’. [3]

Nota: Está bem claro os sinais referentes a estes mascotes, quando os organizadores dizem que os olhos são como câmeras que gravam tudo o que assistem, o que vemos que está acontecendo no mundo atualmente? Os Big Brothers da vida espalhados pelo mundo inteiro, sendo caracterizado como o olho que tudo vê.

Um detalhe, a Inglaterra é o país que mais tem câmera espalhada pelas cidades, inclusive um político queria propor uma lei absurda, para que as câmeras fossem colocadas dentro das casas para um acompanhamento melhor da educação dos filhos, por parte das autoridades.

 

Referências:

[1]http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1385619-5602,00.html

[2] http://www.espada.eti.br/n2308.asp

[3] http://oglobo.globo.com/esportes/mat/2010/05/19/ciclopes-futuristas-serao-os-mascotes-dos-jogos-olimpicos-de-londres-em-2012-916628389.asp

[4] http://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/03/13/jogador-kaka-apoia-o-reino-do-anticristo-em-comercial-da-pepsi-e-ainda-faz-papel-de-ridiculo/

http://apocalipsetotal.wordpress.com/2010/04/17/i-gotta-feeling-eu-posso-sentir/

Leia Também: Manifestação do Anticristo, será?

Gripe Suína: Há risco de falso resultado positivo de HIV após vacina H1N1

Posted in Gripe Suína, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 21/05/2010

JB Online

BRASÍLIA – O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, liberou uma nota técnica número 128/2010 sobre a possibilidade de resultados falso-positivos em testes imunoenzimáticos para HIV entre pessoas que receberam a vacina contra Influenza A (H1N1). A nota, que você pode ler na íntegra logo abaixo, é categórica ao afirmar que deve-se ter muita cautela na divulgação dos resultados.

Ela está circulando de maneira restrita entre médicos

A nota diz ainda que tal fato foi constatado em exames feitos após a vacinação. “Isso ocorre porque ao tomar a vacina, o corpo começou a produzir anticorpos Imunoglobina M (IgM), que é produzido diante da primeira exposição a um antígeno”, afirma. A seguir, a íntegra da nota:

Saúde alerta sobre risco de resultado falso positivo em testes de HIV de pessoas que tomaram vacina contra H1N1

O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, através do Ministério da Saúde, orientou aos serviços de saúde sobre a possibilidade de obtenção de resultado falso positivo em testes imunienzimáticos, realizados para detectar anticorpos contra o vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) do tipo 1.

De acordo com a Nota Técnica nº 02/2010 – GGSTO/DIDBB/ANVISA, de 08 de março de 2010, devido à forma acelerada de produção industrial da vacina contra do vírus da Influenza A (H1N1), com a utilização de novas tecnologias de produção e adjuvantes, não há no momento dados disponíveis sobre todos os efeitos adversos, porém foi observado que pessoas que tomaram a vacina, ao fazer o teste de HIV-1 apresentaram resultado falso positivo, ou seja, os resultados indicam que o vírus está presente, quando, na verdade, não está.

Isso ocorre porque ao tomar a vacina, o corpo começou a produzir anticorpos Imunoglobina M (IgM), que é produzido diante da primeira exposição à um antígeno. E reações não específicas ou a presença de anticorpos dirigidos a outros agentes infecciosos que podem ser antigenicamente similares ao HIV podem produzir resultados falso positivo no teste.

Segundo a orientação, em caso de amostras reagentes nos testes de HIV-1, é recomendada a realização de outro teste para verificado o resultado, sendo que este segundo não deve ser reagente em caso de reação cruzada com anticorpos produzidos em resposta à vacina contra o vírus Influenza A.

Porém, o resultado negativo nestes testes, não descarta a infecção pelo HIV, já que o paciente pode estar no estado de soro conversão, ou ainda, estar com outra enfermidade que interfira nos resultados do teste de HIV.

Nestes casos, a investigação deve ser realizada até o resultado final do diagnóstico para o vírus, ou até que a reatividade cruzada da IgM produzida contra a vacina seja desfeita em relação aos testes de HIV-1.

Os profissionais de saúde ficam responsáveis pelo diagnóstico sorológico do HIV-1, e devem informar aos pacientes que receberam a vacina contra o vírus H1N1, sobre a possibilidade de resultado falso-positivo nos testes que detectam o vírus da Aids. Caso necessário, também devem convocar os pacientes para a realização de nova coleta após 30 dias, até que o diagnóstico seja definitivo.

Para conferir a nota, disponível também no site http://www.aids.gov.br (links documentos e publicações, lista completa): http://www.aids.gov.br/data/documents/storedDocuments/%7BB8EF5DAF-23AE-4891-AD36-1903553A3174%7D/%7BD978B7B8-5B67-4874-A118-CB2D1F1B4B92%7D/NT%20128_2010.pdf

Fonte: JB Online

Crise Mundial: Crash econômico na China e suspeita de bolha imobiliária

Posted in Crise, Fim do Dólar, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 14/05/2010

David Barboza
Em Xangai
The New York Times

James S. Chanos construiu uma das maiores fortunas em Wall Street prevendo o colapso da Enron e de outras empresas altamente valorizadas, cujas histórias eram boas demais para ser verdade.

Agora Chanos, um rico investidor de fundo hedge, está trabalhando para acabar com o mito do maior conglomerado de todos: a China.

Enquanto grande parte do mundo aposta na China para ajudar a tirar a economia global da recessão, Chanos está alertando que a economia hiperestimulada da China está seguindo para um crash, em vez do boom sustentado que a maioria dos economistas prevê. Seu setor imobiliário em ascensão, sustentado pela enxurrada de capital especulativo, parece “Dubai vezes 1.000 -ou pior”, irrita-se ele. Chanos suspeita até que Pequim esteja manipulando os livros, fingindo, entre outras coisas, suas taxas de crescimento espantosas de mais de 8%.

“As bolhas são melhor identificadas pelos excessos de crédito, não pelos excessos de valorização”, ele disse em uma recente aparição na “CNBC”. “E não existe maior excesso de crédito do que na China.” Ele está planejando um discurso para o final deste mês, na Universidade de Oxford, para disseminar seu argumento.

Como um proeminente short-seller (vendedor de valores a descoberto) americano -o investidor aposta dinheiro alto no fracasso das estratégias das empresas- a narrativa de Chanos contraria o pensamento predominante em relação à China. A maioria dos economistas e governos espera que o crescimento chinês continue neste ano, sustentado pelo restante de um programa de estímulo do governo de US$ 586 bilhões, iniciado no ano passado e que visa estimular as exportações e o consumo entre os chineses.

Ainda assim, apostar contra a China não será fácil. Como os estrangeiros enfrentam restrições para investir em ações listadas dentro da China, Chanos disse estar buscando outras formas de fazer suas apostas, incluindo se concentrar em empresas ligadas à construção e infraestrutura, que vendem cimento, carvão, aço e minério de ferro.

Chanos, 51 anos, cujo fundo hedge, o Kynikos Associates, com sede em Nova York, administra US$ 6 bilhões, não é o único cético em relação à China. Mas é certamente o mais proeminente e mais ruidoso.

Apesar de todo seu retrospecto de presciência -além de prever o fim da Enron, ele também percebeu os problemas da Tyco International, da rede de restaurantes Boston Market e, mais recentemente, das construtoras de imóveis residenciais e de alguns dos maiores bancos do mundo- seus detratores dizem que ele sabe pouco ou nada a respeito da China ou de sua economia, de forma que seus alertas devem ser ignorados.

“Eu considero interessante que pessoas que nem sabiam soletrar China há 10 anos agora são especialistas em China”, disse Jim Rogers, que co-fundou o Fundo Quantum com George Soros e atualmente vive em Cingapura. “A China não está em uma bolha.”

Os colegas reconhecem que Chanos começou a estudar a economia da China apenas em meados do ano passado e enviou e-mails pedindo a opinião de especialistas.

Mas ele está acompanhado daqueles que veem uma crescente evidência de que o pacote de estímulo da China e os empréstimos bancários agressivos estão criando uma demanda artificial, aumentando o risco de uma onda de empréstimos inadimplentes.

“Na China, ele parece enxergar os excessos nos quais tem apostado contra ao longo de todas estas décadas”, disse Jim Grant, um velho amigo e editor da “Grant’s Interest Rate Observer”, que também prevê uma queda da China. “Ele se concentra nos excessos dos mercados e lucra com eles. Esse é o seu talento e ofício.”

Chanos se recusou a ser entrevistado, citando sua contínua pesquisa a respeito da China. Mas ele já está espalhando a visão de que o milagre chinês está cegando os investidores para o risco de que o país está produzindo demais.

“Os chineses correm o risco de produzirem grandes quantidades de bens e produtos que serão incapazes de vender”, ele alertou em uma entrevista para a Politico.com, em novembro.

Em dezembro, ele apareceu na “CNBC” para discutir como começou a assumir posições vendidas, na esperança de lucrar com o colapso da China.

Nos últimos meses, um crescente número de analistas, e algumas autoridades chinesas, também têm alertado sobre a ameaça do surgimento de bolhas de ativos na China.

O imenso programa de estímulo do país e o empréstimo bancário recorde, cuja estimativa é de ter dobrado no ano passado em relação a 2008, injetou bilhões de dólares na economia, retomando o crescimento.

Mas muitos analistas agora dizem que o dinheiro, juntamente com o imenso afluxo de “capital especulativo”, foi canalizado para os mercados de ação e imobiliário.

O resultado, eles dizem, tem sido alta de preços e uma retomada do boom de construção que estava em andamento no início de 2008 -um que Chanos e outros chamaram de perdulário e exagerado.

“Ocorrerá um colapso”, disse Gordon G. Chang, cujo livro, “The Coming Collapse of China” (Random House), alertou sobre esse crash em 2001.

Amigos e colegas dizem que Chanos está à vontade apostando contra a maioria -mesmo quando essa maioria inclui pessoas como Warren E. Buffett e Wilbur L. Ross Jr., duas figuras imponentes do mundo do investimento.

Um divergente por natureza, Chanos pesquisa as empresas, analisa meticulosamente os relatórios públicos de prestação de contas em busca de pistas de contabilidade fraudulenta ou enganosa e então decide se uma ação está sobrevalorizada e pronta para cair. Ele conta com um quadro de 26 funcionários em escritórios em Nova York e Londres, em busca de outras informações relacionadas à China.

“O retrospecto dele é impressionante”, disse Byron R. Wien, vice-presidente da Blackstone Advisory Services. “Ele não é um charlatão. E sou uma pessoa que espera alta na China.”

Chanos cresceu em Milwaukee, um dos três filhos dos proprietários de uma rede de lavanderias. Em Yale, ele estudou medicina antes de trocá-la por economia, devido ao que descreveu como um interesse apaixonado pela forma como os mercados operam.

Sua filosofia-guia foi descoberta em um livro chamado “The Contrarian Investor”, segundo um relato de sua vida em “The Smartest Guys in the Room”, um livro que narrou a ascenção e queda da Enron.

Após a faculdade, ele foi para Wall Street, onde trabalhou em uma série de corretoras até abrir sua própria firma, em 1985, devido ao que disse posteriormente ser sua frustração com a forma como os corretores de Wall Street promoviam as ações.

Na Kynikos Associates, ele criou uma firma voltada a apostar na queda dos preços das ações. Suas teorias são resumidas no depoimento que deu ao Comitê de Energia e Comércio da Câmara, em 2002, após o colapso da Enron. Sua firma, ele disse, procura por empresas que parecem exagerar seus lucros, como a Enron; que são vítimas de um plano de negócios falho, como muitas empresas de Internet; ou que praticam “fraude descarada”.

O fato de short-sellers serem mal-vistos por alguns em Wall Street, assim como na economia em geral, há muito o incomoda.

Os short-sellers foram acusados de terem intensificado as vendas de ações no final de 2008, antes da prática ter sido temporariamente proibida. Os reguladores agora estão tentando decidir se restringem a prática.

Chanos frequentemente responde aos críticos do short-selling apontando o papel crítico que os short-sellers exerceram na identificação dos problemas na Enron, Boston Market e outros “desastres financeiros” ao longo dos anos.

“Eles frequentemente são aqueles que usam chapéus brancos quando se trata de procurar e identificar os bandidos”, ele disse.

Tradução: Tradução: George El Khouri Andolfato
Fonte: UOL Economia

Crise Mundial: A hora da verdade se aproxima

Posted in 3ª Guerra Mundial, Crise, Fim do Dólar, Nova Ordem Mundial by Blog Juízo Final on 14/05/2010

Os EUA terão no futuro o mesmo problema da Grécia. Quem afirma isso é Marc Faber numa entrevista para a CNBC. Faber se expressou durante uma conferência telefônica onde participaram também Nouriel Roubini e Mohamed El-Erian da Pimco. Todos participantes vêem o futuro próximo com extrema preocupação.

Muitos não “acordaram” ainda – assim disse Faber por telefone de Bangkok – não reconheceram a profundidade do problema de débito dos EUA. A maioria dos países industriais do ocidente também estaria sentada sobre um barril de pólvora, o qual certamente irá logo pelos ares.

Sobre a alta do dólar, Faber esclarece: o dólar não se valoriza porque está bem, mas sim porque está menos pior que o Euro.

Em relação à China, Faber esclarece que existe lá uma bolha imobiliária. Deve-se contar aqui com um arrefecimento futuro.

O mercado de ações da China caiu nos últimos tempos em cerca de 20%.

A longo prazo, Faber vê positivamente as chances da China, todavia, teme contra-golpes amargos dentro dos próximos dois anos.

Caso este cenário de confirme, Mohamed El-Erian da Pimco teme o pior caso para a economia mundial. Pimco administra atualmente 2 trilhões de dólares mundo afora. O capital está investido principalmente em títulos.

Bastante comovido, El-Eriam disse que podemos apenas esperar que a China não entre em colapso. Se isso acontecer, então o coisa torna-se “muito muito” preocupante. A China é a única esperança para a economia mundial.

Quanto à crise de déficit, El-Erian fez uma comparação a um automóvel que prossegue em sua longa viajem, porém, não possui mais peças sobressalentes em casos de acidente. A maioria dos países já utilizou seus coringas. Segundo El-Erian, “caso o carro pare, porque está com defeito, ele não tem mais conserto”. Isso pode terminar numa catástrofe.

mmnews.de, 08/05/2010.

Fonte: Inacreditável